Criatura querida da minha adolescência… Esqueça os carros que voam, esqueça todas as previsões para o fim do mundo. Também não rolou a terceira guerra mundial, mas a humanidade continua ferrando o planeta e a si própria sem grandes pudores. Não perca tanto tempo lendo notícias e pensando em formas de salvar o mundo. Leia sorrisos, leia silêncios, leia emoções, salve-se e não tente salvar quem nunca te pediu com todas as letras a sua ajuda. Não interprete necessidades. Aprenda outro idioma como se ele fosse a sua primeira língua. Urgente! Qualquer um. Não vai ser nada fácil, mas descubra um jeito de trocar cartas com pessoas de outros países e comece já, que é capaz que funcione. Não gaste dinheiro com cursos de idiomas. Você só aprende escrevendo e se apaixonando. De outras formas você só decora e bem mau. Aprenda a ler, escrever e sentir em outro idioma.

Não tenha tanto medo do futuro. Também não precisa se preocupar tanto assim com grana. Você nasceu pobre mas – pelo menos até aqui – está longe de morrer tão pobre quanto era quando morávamos na casa da vó. Mas pode parar já de pular e comemorar essa notícia. Não te quero com o bundão estendido na areia esperando a vida cair do céu. Nem pense em ficar mais preguiçosa do que já é. A vida até aqui está tranquila, mas foi graças a inúmeros esforços, uma dedicação fora do comum e uma penca de recomeços. Você tem uma capacidade incrível de potencializar e transformar as suas ideias em realidade. E não me refiro só as suas. Sendo assim, continue se dedicando a tudo que te der alegria, tudo o que te emocionar, entusiasmar e parecer realmente viável. Mesmo quando uma ou outra ideia deu errado, nunca deixou de valer a pena, nunca deixou de fazer sentido nas tentativas que vieram a seguir. Mesmo quando você acreditou e apostou muito mais no talento de outras pessoas do que no seu, mesmo quando parecia um puta absurdo, quase um problema de auto-estima… Mesmo assim acabou tudo bem. Não há nenhum mal em fazer isso e você supera bem. Pode continuar com essa fé nos outros, tudo bem também. Só tente não esquecer que a vida é sua, a história é sua, o tempo é seu. Trabalhar pelos sonhos de outras pessoas só vale a pena quando o trabalho fizer parte do seu processo de aprendizado, quando junto com o pagamento você tiver a certeza de que recebeu respeito. Não se deixe impressionar, nem se sinta menor do que ninguém. Até aqui, você nunca foi. Por favor, acredite nisso.

Tenho uma coisa bonita pra te contar: por incrível que pareça, nossa família virou um troço legal. Se você não acredita daí, imagina eu daqui. Papai e mamãe estão saudáveis, juntos e felizes (lembre-se disso toda vez que achar que sabe o que é melhor para a vida deles ou implorar que eles se separem). Seus irmãos se tornaram pessoas boas e realizadas. Eles estão tão bonitos… Todos eles. E você aprendeu a amá-los profundamente, apesar de tantas diferenças (lembre-se disso toda vez que desejar que eles desapareçam). Os seus sobrinhos são um dos raros motivos que te fazem voltar, prestar atenção e ainda ter uma casa (eles farão você lembrar de tudo o que realmente é importante).

Nem venha perguntar sobre a quantas anda o seu coração… Não quero te dar muitas pistas sobre isso porque seria um pecado alterar qualquer segundo de uma vida tão bem destinada as histórias de amor.

Um assunto sério: você está prestes a tomar pau na escola de tanto cabular aula e vai se arrepender por uns cinco anos por ter cometido esse vacilo. Eu sei… Eu sei que você acha que não está matando aula à toa, mas a questão é que está fazendo tudo isso em vão. Você vai meter esse livro que está escrevendo agora numa porcaria de fogueira quando terminá-lo. E vai fazer isso só porque é a rainha do drama e por ter vergonha de se expor. Então, se é pra começar a vida não acreditando que você pode fazer tudo o que quiser, se prepara para perder a oportunidade de começar a compreender o mercado editorial ainda tão jovem e ver que tudo na vida é muito mais simples do que parece. Muito mais simples do que essa sua triste escolha em desperdiçar o tempo. Vai tomar pau em matemática, física e química no final do ano. Está avisada.

Nunca entendi os seus momentos de insegurança… Eles são os mesmos até hoje. Eu sei que não é fácil ser coerente com o que pensamos e falamos mas, se você achar que consegue, eu te agradeceria muito se começasse desde já a colocar em praticar o que fala, a ter palavra e atitude. Eu sei, é difícil. Mas pensar sobre isso desde cedo pode mudar o mundo a nossa volta, mas é um arregaçador de umbigo, de alma. Ter palavra, ser coerente, não colocar os seus objetivos acima de tudo… Isso vai expandir pra cacete duas coisas: a quantidade de vezes que você vai se lascar (e tudo bem!) e a sua percepção sobre tudo. Seja a sua própria cobaia, coloque em prática as suas teorias, o seu papo furado, seus discursos.

Eu também gostaria que você ignorasse sem remorso algum qualquer pessoa que se aproxime de você e seja negativa, reclamenta, que discurse sobre dificuldades muito mais do que enxergue possibilidades. Também quero que tenha muita atenção com quem segue todas as cartilhas e tem dificuldade de gostar ou aceitar o seu jeito de ser. Observe, pense, não se iluda à espera de ser aceita por quem segue caminhos tão diferentes do seu. Faça isso já. Liberte o que não faz parte da sua história e arrisque no que você já carrega contigo. E não deixe de tentar colocar em prática as suas próprias soluções para quaisquer problemas e vontades que surjam. Faça isso desde já! Arrisque do seu jeito. Não tenha medo e nem vergonha. Timidez e insegurança foram grandes atrasos na nossa vida!

Outra coisa importantíssima: se tem algo que eu gostaria muito é que atravessássemos a vida com mais leveza e serenidade. Você é muito emotiva, explosiva, sensível… e isso muitas vezes quase me levou a loucura. Outras pessoas que te amaram muito também sofreram à beça por você ser assim. Por favor, aprenda e pratique o mais rápido possível: yoga, meditação e medicina holistica. E sem drama, ok? Procure saber o que é medicina holistica antes de achar que estou fazendo esse pedido porque enfartamos meia dúzia de vezes antes dos quarenta. Evite paranóias, não especule. Pergunte, pesquise, ouça mais e fale menos, tente realmente compreender, seja mais aberta para aprender o que quer que seja e acredite em você. Não pire! Aprenda já, aprenda sozinha. Revire bibliotecas, tente conhecer pessoas que estudam e se interessam e colocam o que pensam em prática. Mexa-se. Isso vai nos curar e salvar de diversas maneiras.

Também precisamos falar sobre a sua intuição… Olha… Ela é um presente. Você já errou algumas vezes com relação as pessoas, nunca parou de acreditar no que elas dizem e eu entendo que isso ainda vai doer o suficiente para querer ignorar a sua intuição e seguir no automático. Mas eu gostaria que soubesse que, de forma geral, pelo tanto que você apostou em pessoas, até que errou muito pouco. Sobre o dia a dia, sobre as escolhas do seu caminho, sobre como transformar ideias em realidade… Sobre todo o resto você mandou bem.

Não vai ser fácil achar quem te escute e acredite no quanto você é capaz de potencializar uma ideia, fazer as coisas acontecerem. Há quem chame isso que você tem simplesmente de sorte e, por incrível que pareça, essa não é uma estrela muito simples de carregar. Todos querem uma estrela brilhando sobre a própria vida, mas é raro encontrar quem olhe para o céu quando os holofotes acendem. É por isso que insisto que você cuide bem da luz que carrega nesse peito e a transforme em prioridade. Cuide dela com generosidade, divida com alegria e senso de gratidão tudo o que conquistar, mas faça isso com consciência de valor. Do seu valor! O valor do outro você sempre dobrou. E tudo bem…

Como você é lenta pra entender, vou ser mais clara: valorize as suas ideias e intuição como se fossem ouro, porque é isso que elas realmente têm sido. O nosso olhar é bom e não merece que o condenemos caminhando de olhos fechados. Algo que, aliás, infelizmente eu tenho feito muito hoje em dia. Siga em frente, siga em paz.

De resto, minha querida, como ninguém é perfeito e nascer pobre para virar remediada deu um trabalho dos infernos, vamos logo ao que interessa porque a vida é realmente curta e tudo o que posso fazer é continuar confiando no seu coração. Anote aí: 17 27 34 42 43 46 – esse é o resultado de um jogo chamado megasena e que vai dar no dia 10/10/1999. Mas vê lá, hein cabeçuda… yoga, meditação, medicina holistica e deus nos livre da possibilidade disso te transformar em uma patricinha zé preguiça!

Considere essa carta uma herança, uma bolsa existencial para realizar projetos sem precisar lidar com o desespero das necessidades básicas, sem precisar trocar a sua existência por mínimos, pela grana de mais um aluguel. E, principalmente, sem precisar vender a alma para ajudar gente rica a ficar cada vez mais rica. Sim… Por incrível que pareça, isso foi uma das coisas mais estúpidas que você já fez até hoje. E fez pra caramba! Ajudou de bom coração um monte de gente rica, a ficar ainda mais rica. Vindo de onde viemos, não é engraçado? De qualquer forma, se puder aprender o básico de economia e direito, o suficiente para se defender deles e do seu próprio entusiasmo, acho saudável.

Aliás… Isso que vou te pedir não costuma ser fácil pra ninguém, mas vamos lá… Eu gostaria que insistisse em fazer escolhas corretas e boas. Prioritariamente boas. Parece simples, parece óbvio, mas não é. Às vezes, a gente desiste de ser legal e passa a defender somente o que é bom pra nós mesmos, como indivíduos. Faça o que for preciso para defender o que for socialmente melhor e nunca considerando somente as suas necessidades e ignorando a de outras pessoas. Em diversos momentos, não vai ser fácil. Mas, pelo amor de deus, não vire esse tipo de gente.

Se eu bem me lembro de como éramos com 12 anos de idade, você deve estar se perguntando como vai fazer para não perder ou reinventar essas palavras, já que até hoje tem mania de achar que pode guardar tudo somente na memória. Esqueça a agenda. Tatue os números que te dei e a data! E nem me venha com essa cara… Tatuagem não é mais coisa de presidiário. Virou moda no final dos anos noventa e hoje em dia sou uma das únicas velhacas que conheço que não tem nenhuma.

Sabe… De forma geral, faltam sorrisos em 2016. Vale a pena cuidar de quem tem o dom de sorrir, principalmente de si próprio. De vez em quando, eu ainda sinto falta… Mas sei que a melancolia é um sentimento antigo, que aprendeu a caminhar conosco desde os nossos primeiros passos. Talvez, no que diz respeito as características da nossa alma, você não aceite nem sequer um bilhete, quanto mais uma carta e um pedido de tatuagem. E tudo bem se for assim… Vamos continuar tudo bem.

É melhor eu parar de escrever, né? Vou te deixar louca antes do tempo…

Divirta-se, querida. Eu te amo e tô em paz com todo o nosso tempo. Se quiser esquecer tudo isso e continuar fazendo tudo a sua maneira, faça o que achar melhor. Pode até estragar tudo por aí, que eu acho que seguro as pontas de novo por aqui. É isso. Que seja o que a fé, o caminho e o aprendizado quiserem. E obrigada por tantas lembranças! Tomara que no futuro a gente continue assim… Se abraçando entre o passado e o presente, e sorrindo uma para outra. Se eu sentir saudade, prepare-se para receber mais cartas.

* carta que escrevi hoje, para a menina de doze anos de idade que um dia eu fui.



Postado por:Alê Félix
04/08/2016
1 Comentários
Compartilhe

One Response to “Cartas Para o Passado”

  1. 1
    Carolina Says:

    Obrigada por essa carta. Às vezes esquecemos que o nosso melhor amigo somos nós mesmos, né? Eu te acompanhava no Amarula Por Sucrilhos e, por acaso, encontrei seu blog hoje. Fico feliz em saber que seus textos continuam tão deliciosos quanto antes. :)

Leave a Reply